PLANO DE ENSINO PARA CURSO ONLINE EM 5 ETAPAS

O que é o plano pedagógico um de curso online livre, qual sua importância e como desenvolver o seu, em 5 passos fáceis.

O ensino a distância, também conhecido como EAD, existe há muito mais tempo do que a gente pode imaginar.

Segundo o blog da faculdade Anhanguera (https://bit.ly/3JpawgW), na década de 1920, alguns cursos já eram transmitidos por rádio. No final dos anos 1970, a primeira experiência de curso superior EAD ocorreu em Brasília. A gente já estudou por cartas e pela TV, naquele famoso Telecurso 2000.

Essa modalidade de ensino se intensificou e se ampliou a medida que a internet ia se desenvolvendo e alcançando cada vez mais pessoas.

Mas foi somente em 2020, com a pandemia do Coronavírus, o EAD explodiu. Tanto do ponto de vista de quem queria aprender quanto de quem gostaria de ensinar.

A possibilidade de ensinar na internet, enfim, se democratizou.

Hoje, qualquer pessoa física que tenha um conhecimento e queira compartilhá-lo dentro de uma plataforma de ensino digital pode fazê-lo da sua casa, usando um computador e o sinal de internet.

Essa ‘pessoa física’ que deseja se tornar uma ENSINADORA DIGITAL (vulgo você que está aqui nesse conteúdo agora) tem preferido o modelo de CURSO ONLINE LIVRE DE VIDEOAULAS ASSÍNCRONAS para disseminar seu conteúdo e quem sabe ganhar a vida sendo uma INFOPRODUTORA.

Videoaulas ASSÍNCRONAS por que essas videoaulas são previamente gravadas, editadas e por fim postadas dentro de uma área de membros privada. Isto é, não são transmitidas ao vivo, em tempo real.

E LIVRE por que não existe vínculo ao Ministério da Educação ou nenhuma outra instituição ou organização, e por que não existe um certificado formal quando a pessoa aluna conclui o processo. Além disso, os cursos online livres também têm uma duração mais curta, com aulas mais compactas e fragmentadas.

Em geral, essa fragmentação é feita em:

– Módulos, sua numeração e seus títulos;

– Aulas dentro de cada módulo, sua numeração e títulos;

– Aulas/palestras bônus, também dentro de módulos.

Outra característica importante é a duração das videoaulas.

Em geral essas videoaulas tem entre 3 a 15 minutos, com assuntos específicos pra cada uma delas.

Sabe aquela sua palestra de 1, 2 horas que você costumava dar presencialmente ou mesmo online, só que ao vivo?

Ela não funciona muito bem como um CURSO ONLINE porque o formato de curso online é algo mais ‘’gamificado”, ou seja, é pontuado por fases.

É por causa dessa natureza fragmentada que a produção de um curso online livre precisa começar pelo PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PEDAGÓGICO do conteúdo do curso.

* * *

Como construir um PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO de curso online livre em 5 passos.

Confira o video e depois os passos abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=zUdbnM7ardE&t=1s

Passo 1: Afunile seu conteúdo para um determinado perfil de pessoas

Antes de mais nada, você precisa limitar o conteúdo do seu curso online.

Você não precisa (nem deveria, por questões estratégicas de didática e de vendas), abranger absolutamente todo o seu conhecimento dentro do seu primeiro curso online.

Muito menos tentar ensinar pra TODO MUNDO.

A sugestão é que você resolva um ponto de dor específico, de um perfil de público específico, a cada curso online que produzir e lançar.

Se você é nutricionista, por exemplo, em vez de ensinar tooooodo mundo a se alimentar melhor, foque em ensinar apenas jovens mulheres na faixa dos 35, 40 anos, que trabalham fora, são mães, fazem academia e não conseguem ter uma alimentação balanceada.

“Ah, mas eu tenho muito mais conteúdo, não seria desperdício ensinar só isso, pra somente esse grupo de pessoas?”

No futuro você pode criar cursos variados, abordando, sempre da maneira mais específica e gamificada possível, todos os seus conhecimentos.

Mas pra começar, considere fazer um RECORTE do seu conteúdo, direcionado apenas para um determinado perfil de pessoas.

Foque sempre na DOR desse grupo e como você resolve essa dor em apenas 5 ou 6 módulos.

Lembrando que um curso online é livre. É autoral, uma obra sua. Então, em tese, pode ter o tamanho que você achar que precisa.

Essas são sugestões de estrutura mais utilizadas e que já foram validadas no mercado digital.

* * *

Passo 2: Defina seu objetivo pedagógico de forma específica 

Agora que você já entendeu que precisa de especificidade pra ter mais sucesso na didática e nas vendas, tá na hora de definir qual vai ser seu principal tópico.

O TEMA CENTRAL do seu curso online.

A pergunta aqui é:

O que exatamente seu curso online vai ensinar às suas pessoas alunas?

Pra refletir, analisar, ponderar e finalmente responder à essa pergunta, voce vai pesquisar com sua audiência nas redes sociais, caso você já tenha.

Vai precisar perguntar pros seus clientes, pesquisar no Google sobre temas quentes do seu assunto, dar uma zapeada pelos market places das plataformas de cursos online, etc.

Lembre-se que no seu primeiro curso online, o ideal é você ensinar a um determinado grupo específico de pessoas como elas vão do ponto A ao ponto B pra resolver a ‘dor’ que elas têm.

Esse ‘caminho’ ou ‘jornada’ de um ponto a outro é o OBJETIVO PEDAGÓGICO do seu curso online.

* * *

Passo 3: Dê um nome para seu curso online no documento de Plano de Ensino (mesmo que seja provisório)

O nome do treinamento é uma das CHAVES pras pessoas comprarem seu curso.

Quando é possível criar um nome autoevidente, isto é, que só de ler a pessoa já sabe o que o curso oferece, é ainda melhor!

Assim que tiver seu “momento Eureka”, não deixe de pesquisar o nome que você criou no site Registro.br ou no Godaddy. Pra saber se o domínio está liberado.

Uma fórmula simples pra se criar um bom nome é você responder:

O que seu curso ensina + pra quem ele é.

Exemplos:

‘Inglês fácil para empreendedores’

‘Emagrecimento definitivo para mulheres ocupadas’

‘Segurança digital para contadores’.

* * *

Passo 4: Desenvolver o Plano de Ensino em forma de títulos dos módulos e aulas

A melhor forma de começar a trabalhar nesse processo, que pode parecer confuso pra você, mesmo que voce seja muito especialista no seu tema, é entender que:

Todo seu conhecimento está dentro da sua cabeça e o que você precisa fazer primeiro de tudo é tirá-lo daí e registrá-lo em algum lugar. 

Só depois você organiza em módulos e aulas.

Portanto, escreva TUDO o que você quer ensinar no papel.

Vai escrevendo da maneira que vier à sua cabeça, mesmo que ela seja desordenada.

O papel ou a tela onde você vai digitar tudo isso são SUA PESSOA ALUNA.

Palestre pra ela! Dê sua aula pra ela.

Qual o ponto A onde ela está agora e qual é o ponto B, ou seja, aonde ela quer chegar?

Por exemplo, você, pessoa consumidora desse conteúdo aqui, está no ponto A, ou seja, você não sabe criar um plano de ensino para curso online.

O ponto B, resultado onde você quer chegar, é estruturar um plano de ensino claro e objetivo para ensinar seu conhecimento por meio de um curso online.

Nesse caso, você precisou saber, antes de mais nada, que é fundamental você afunilar seu conteúdo e entender qual perfil de pessoa aluna você prefere ensinar.

Esse foi o primeiro passo.

Portanto, qual o PRIMEIRO PEQUENO PASSO que a SUA pessoa aluna precisa dar rumo ao ponto B dela?

E o segundo passo? Terceiro? E assim por diante.

Se você conseguir ir enumerando esses passos, é ainda melhor.

Mas se ficar confuso, não precisa. Só conta esse processo pro papel ou pra sua tela de computador.

Como se tivesse contando uma história mesmo.

“Ah, mas não tenho muita facilidade em escrever!”

Se você não tem muito o hábito de escrever, você pode GRAVAR SUA VOZ dando uma palestra daquilo que você já sabe.

A partir do que foi definido, você pode decompor a transformação em “marcos”, seções ou, como eu prefiro, módulos.

Em geral, cada módulo tem de 4 a 8 aulas.

Aqui, o objetivo é que cada aula seja curta e fácil de ensinar.

O ideal é que as videoaulas tenham de 3 a 15 minutos no máximo, se possível.

E porque essa estrutura?

Para que sua pessoa aluna possa voltar ao seu curso e encontrar facilmente um ponto específico, sem ter que assistir novamente a um vídeo de 40, 60 minutos.

Além disso, é muito mais fácil reter a atenção da sua pessoa aluna em aulas mais curtas do que em aulas longuíssimas.

É só se colocar no lugar da sua pessoa aluna: o que VOCÊ prefere quando está aprendendo?

Veja um exemplo da estrutura do plano de ensino do meu curso de criação de canal no Youtube:

Ementa do curso online – ‘Youtuber de Negócios’ (instrutora Carolina Barros)

Módulo 1: Criar o canal e arrumar a “casa”

Aula 1: Nome do canal

Aula 2: Banner ou capa geral

Aula 3: Foto de perfil profissional

Aula 4: Personalizar o canal

Aula 5: Criar descrição do sobre do canal

Módulo 2: Criar conteúdo e roteiros

Aula 1: Pesquisar por títulos quentes no Google

Aula 2: Criação dos roteiros passo a passo

Aula 3: Técnica pra criar 4 roteiros em um dia

Aula 4: Como treinar roteiros no espelho

Módulo 3: Gravar e editar os vídeos

Aula 1: Como gravar com TP

Aula 2: Como gavar sem TP

Aula 3: Edição no PC

Aula 4: Edição no celular

Módulo 4: Criação da thumbnails e como subir os vídeos

Aula 1: Como posar para as capas

Aula 2: Thumbnail no Canva

Aula 3: Thumbnail no Inshot

Aula 4: Como subir passo a passo

Aula 5: 6 maneiras de divulgar um vídeo que acabou de estrear

Módulo 5: PROJETO FINAL

Aula 1: Agora é sua vez: colocando a mão na massa e começando um canal

Aula 2: Como obter análise e avaliação sobre o projeto final?

Módulo de AULAS BÔNUS:

Bônus 1: Iluminação caseira: utilizando objetos inusitados e baratos pra iluminar sua cena (com o produtor audiovisual xxx)

Bônus 2: Exercícios vocais de fono (com a fonoaudióloga xxx)

Bônus 3: Como perder a vergonha de gravar – dicas de psicologia em frente à câmera (com a psicóloga xxx)

* * *

Atenção:

Perceba que nesse documento você só coloca os títulos dos módulos e das aulas e não o que vai ser ensinado dentro de cada uma.

Essa parte, ou seja, o roteiro de cada aula, você desenvolve em outro documento, pra ficar mais organizado na hora de produzir o curso online e na hora de cadastrá-lo em uma plataforma de ensino digital.

* * *

Passo 5: Escolha os formatos de conteúdo do seu curso online (seu método de ensino)

Além de videoaulas gravadas, em quais outros formatos de mídia você pretende ensinar?

No documento de Ementa do curso online você também sinaliza o método que você vai utilizar em cada videoaula de cada módulo.

Voce pode gravar sua prática, explicando o passo a passo, usando a câmera do celular. Esse é um método de ensino digital.

Outro recurso consideravelmente simples de se ensinar por meio de videoaulas são os SLIDES.

Simples pra você que está ensinando por que você pode usar o Canva, o Google Slides ou mesmo o bom e velho Power Point pra criá-los e gravar a tela do computador usando o Active Presenter ou o Filmora enquanto você dá aula de cada slide.

E simples pra quem aprende por que a pessoa aluna terá uma visão clara dos ensinamentos em tela, enquanto você só narra a aula ou mesmo aparece ali no cantinho da tela.

Outros métodos de ensino dentro de um curso online s]ao:

–  Áudios

– Documentos de textos

– PDF’s de exercícios práticos

–  Apostilas/e-books

–  Planilhas

–  Slides da videoaulas 

–  E muitoa mais!

Todos esses formatos, esses métodos de ensino digital, geram valor para seu curso online, enriquecendo-o, o que facilita o aprendizado da sua pessoa aluna.

E pra ajudar VOCÊ ainda mais no seu processo de produção do seu 1º curso online, vou te dar te presente o meu:

Modelo de Plano de Ensino de Curso Online exclusivo em PDF

Pra você baixar e usar como guia durante toda asua jornada.

Espero que seja útil 🙂

Depois de criar esse documento com seu Planejamento Estratégico e Pedagógico de curso online, é o momento de criar os ROTEIROS de cada aula.

Portanto, como criar uma estrutura simples e didática de um bom roteiro para videoaula?

Bom, você pode conferir a resposta nesse artigo.

Comente aqui embaixo:

O que mais te impede de começar a estruturar o SEU plano de ensino de curso online?

Quero e vou te ajudar ainda mais!

Um beijo e até a próxima!

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja Mais

Posts relecionados

PLANO DE ENSINO PARA CURSO ONLINE EM 5 ETAPAS

PLANO DE ENSINO PARA CURSO ONLINE EM 5 ETAPAS

O que é o plano pedagógico um de curso online livre, qual sua importância e como desenvolver o seu, em 5 passos fáceis. O ensino a distância, também conhecido como

Começar a VENDER no INSTAGRAM do zero, para iniciantes – 17 passos

Começar a VENDER no INSTAGRAM do zero, para iniciantes – 17 passos

Como começar a vender no instagram do zero para iniciantes (usando vídeos e demais formatos) Instagram para: Negócios Vendas FAZER DIN DIN! Comecei o meu perfil profissional do Instagram do

Melhor CONTEÚDO pra postar no INSTAGRAM e YOUTUBE durante lançamento de CURSO ONLINE

Melhor CONTEÚDO pra postar no INSTAGRAM e YOUTUBE durante lançamento de CURSO ONLINE

Conteúdo para Instagram e Youtube durante um lançamento 'semente' (Seed Launch) Vai lançar seu curso online ou mesmo outro formato de infoproduto e tá com dúvida sobre que conteúdo postar

6 passos para criar um bom roteiro de videoaula para curso online

6 passos para criar um bom roteiro de videoaula para curso online

UM BOM VÍDEO SEMPRE COMEÇA NO ROTEIRO! Uma AULA dada em VÍDEO não poderia ser difetente. Se você tá planejando criar um curso online, voce deve saber que antes de

Como EDITAR VÍDEOS no CELULAR no INSHOT (app GRÁTIS e FÁCIL)

Como EDITAR VÍDEOS no CELULAR no INSHOT (app GRÁTIS e FÁCIL)

EDITAR NO CELULAR É MUITO, MASMUITO MAIS MAIS FÁCIL DO QUE VOCCE PENSA E SIM, VOCÊ TAMBÉM É CAPAZ! Eu pesquisei muuuito no Youtube por tutoriais do app Inshot, tanto

NOME CRIATIVO para o seu canal no Youtube: 5 técnicas infalíveis

NOME CRIATIVO para o seu canal no Youtube: 5 técnicas infalíveis

Como pensar em um NOME CRIATIVO para seu canal no Youtube? Encontrar um bom nome pro nosso canal é algo bastante particular, pessoal, subjetivo. Por isso, vou compartilhar com vocês,